Felicidade
Teorias

Podem rir-se quando passarem por mim?

Eu vou explicar uma coisa muito, muito simples: Rir faz bem à alma!

Sabiam? Então e agora perguntam-me: “Se faz tão bem, porque existem pessoas tão sisudas no mundo?”

E eu respondo: “Porque querem! Existe mais alguma explicação?”

Eu rio-me tanto que além da barriga me doer muitas vezes, vou ser uma velhota com muitas rugas. E daí?

Imaginem lá: Se fossemos todos felizes e contentes, o mundo seria perfeito.

Isso não é uma seca? Tem sempre de existir um balconista, um patrão ou uma telefonista descontentes e consequentemente infelizes para conseguirem atormentar o dia dos outros. Assim, sempre temos alguma coisa para poder falar…

As Teorias da Elsa

Se há coisa que me irrita profundamente é as pessoas se cruzarem sem um simples: “Bom dia!”

Claro que não estou a falar num cruzamento com alguém desconhecido, mas com pessoas que trabalham, moram ou estudam no mesmo sítio que nós.

Que se cruzam várias vezes e até sabem algumas coisas sobre ti, mas não falam. Não dizem nada!

Passam ao teu lado e simplesmente ignoram-te.

Por favor, essas alminhas que se lembrem que falar às pessoas é bonito.

Comunicar é bonito! Falar sobre o cãozinho é bonito! Virar o nariz para baixo ou para o lado é feio!

Contra mim falo, que às vezes também me armo em anti-social (culpa do telemóvel que passa o tempo todo, na rua, agarrado às minhas mãos e por consequência, os olhos também só descolam quando tenho de me desviar de um presente canino).

Mas pior ainda do que não te falarem é passarem por ti com aquela cara de que morreu o periquito.

Riam pessoas, por favor!

Se passarem por mim na rua e se rirem eu vou saber que leram isto e vou ficar super contente.

Juro que vos pago um café (se calhar é melhor prometer antes uma pastilha elástica… pelo menos não entro em grandes despesas).

Ah… Aposto que ninguém vai passar por mim e rir… ninguém vai ler isto! Se calhar é melhor prometer um jantar no Eleven (maltinha, é um restaurante €€€€€€)…

E se eu oferecesse uma viagem ao Brasil? Andava tudo para aí a “partir o coco a rir” à minha frente… Gostava tanto!

As Teorias da Elsa

Garanto que se tivesse dinheiro, pelo menos, uma vez por semana andava por aí a distribuir notinhas em troco de uma gargalhada!

Se isso vos fizesse rir eu também ficava feliz! Vá… e se passassem a dizer “Bom dia!” às pessoas, mesmo sem as conhecer, eu ainda ficava mais contente…

Malta, recordo: “Só vivemos uma vez, ok?” Podemos tentar viver um pouquinho mais em comunidade e para a comunidade?

E vá lá… Pelo menos agora, mostrem só um pouco o dentinho e façam de conta que eu estou a ver! 😀

Acompanhem-me também no Instagram aqui e no Facebook aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: